O LIXO O MAL DO SECULO XXI

Publicado: maio 15, 2012 em Sem-categoria

                                                                                                                      *Foto Lixão “São Miguel dos Campos”

Desde da década de 1980, a produção de embalagens e produtos descartáveis cresceu significativamente, assim com a produção de lixo, principalmente nos países industrializados. Lidamos com tipos diferentes de resíduos ou de problemas: primeiro é o lixo solido; o esgoto e o lixo domestico. Depois convivemos com lixos perigosos,materiais venenosos, letais a nos e ao meio ambiente.

A partir dessa concepção faz-se necessário admitir que o processo “reciclagem”, é uma variante social devendo ser pensada como tal, de acordo que esse processo alem de preservar o meio ambiente também gera renda. Os materiais mas reciclados são vidros, alumínio,papel e plástico. Esta reciclagem ajuda a diminuir significativamente a poluição da água, do ar e do solo.

No Brasil produz 240 000 toneladas de lixo por dia. O aumento excessivo da quantidade de lixo é pelo alto consumo da população Brasileira. Além disso, quanto mais produtos industrializados, mais lixo é produzido, como;

* embalagens, garrafas,etc.
* Doméstico, alimentos e sacolas plastica
*Industrial ,carvão, químico, fumaças
*Agrícola, fertilizantes
* Hospitalar, Materiais Radioativos, seringa
*Tecnológico, TV, rádios, computadores, celulares, baterias

Em torno de 88% do lixo doméstico vai para o aterro sanitário. A fermentação produz dois produtos: o chorume e o gás metano.
Menos de 3% do lixo vai para as usinas de compostagem.
Apenas 2% do lixo de todo o Brasil é reciclado.Porque reciclar é 15 vezes mais caro do que jogar o lixo em aterros.
Nos países desenvolvidos como a França e Alemanha, a iniciativa privada é encarregada do lixo. Fabricantes de embalagens são considerados responsáveis pelo destino do lixo e o consumidor também tem que fazer sua parte.

Uma garrafa plástica ou vidro pode levar 1 milhão de anos para decompor-se. Uma lata de alumínio, de 80 a 100 anos. Porém todo esse material pode ser reaproveitado, transformando-se em novos produtos ou matéria prima, sem perder as propriedades.

O tempo que alguns materiais levam para absorver no meio-ambiente:

– Papel Comum: de 2 a 4 semanas

– Casca de Banana: 2 anos

– Latas: 10 anos

– Vidros: 4.000 anos

– Tecidos: de 100 a 400 anos

– Pontas de Cigarros: de 10 a 20 anos

– Couro: 30 anos

– Embalagens de Plásticos: de 30 a 40 anos

– Cordas de Náilon: de 30 a 40 anos

– Chicletes: 5 anos

– Lata de Alumínio: de 80 a 100 anos

Noticia relacionada: link abaixo

*Resposta de um Morador do Loteamento Rui Palmeira

*A Situação do Lixão de São Miguel dos Campos

https://alagoasatual.wordpress.com/2011/04/

ORG. AÇÃO VITÓRIA 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s